quinta-feira, 15 de junho de 2017

Empresa inaugurou no semiárido do Piauí o maior parque eólico do Brasil

A empresa Casa dos Ventos inaugurou na sexta-feira passada, dia 9, o parque eólico Ventos do Araripe III, que foi instalado na Chapada do Araripe nos municípios de Simões, no Piauí, e Araripina, em Pernambuco. 

Parque Eólico Ventos do Araripe III / Imagem: Divulgação

O investimento na obra foi de R$ 1,8 bilhão de reais e é o maior parque eólico do Brasil. O empreendimento possui 14 parques, sendo nove no Piauí e cinco em Pernambuco, e um total de 156 aerogeradores e potência instalada de 359 MW, o suficiente para abastecer 400 mil residencias. Quando  o complexo estiver concluído deve gerar mais de 1200 MW, com investimento de R$ 6,5 bilhões.

Ventos do Araripe III, o maior parque eólico do Brasil / Imagem: Divulgação

Segundo a Casa dos Ventos, foram arrendadas 71 propriedades nos municípios de Simões (PI) e Araripina (PE), abrangendo uma área de 10.200 hectares para a instalação das usinas eólicas. Além da implantação dos parques, a Casa dos Ventos foi responsável pela construção de uma linha de transmissão de 35 quilômetros para conectá-los ao Sistema Interligado Nacional.

O presidente da Casa dos Ventos, à esquerda, e os governadores do Piauí e de Pernambuco, Paulo Câmara, de preto à direita, participaram da inauguração

O evento de inauguração foi realizado em Simões e compareceram os governadores do Piauí, Wellington Dias(PT), e de Pernambuco, Paulo Câmara(PSB).

Energia Solar

Segundo Lucas Araripe, diretor de Novos Negócios da Casa dos Ventos, há a possibilidade de acrescentar outros 120 MW ao complexo, por meio de placas solares que podem ser instaladas aproveitando a estrutura dos inversores das turbinas eólicas, transformando o parque em um complexo híbrido de energia eólica e solar.

"...pensamos em aproveitar a turbina da GE(GE Renewable Energy) na instalação dos painéis solares. Dentro da turbina há uma estrutura dos inversores que podemos aproveitar na instalação de painéis solares", disse Araripe.

Esses painéis devem gerar aproximadamente um terço da potência instalada do gerador eólico. Assim, se forem instalados em todos os aerogeradores, chegariam aos 120 MW, somando 480 MW em todo o complexo.

Complexos Eólicos de Caldeirão Grande e Ventos do Piauí

Além do Complexo do Araripe, da Casa dos Ventos, há também na região do semiárido o Complexo Caldeirão Grande, da Queiroz Galvão, que já está em implantação e fica localizado no município de Caldeirão Grande, outro é o Complexo Ventos do Piauí, da Votorantin, que receberá investimento de R$ 1,2 bilhão na primeira fase que compreende a construção de 7 parques eólicos, com capacidade para produzir 206 MW e deve entrar em operação em 2018, ele será implantado nos municípios de Curral Novo, Lagoa do Barro e Queimada Nova.

Nenhum comentário:

Postar um comentário